Páginas

sexta-feira, 5 de junho de 2015

The Chaaampions: volta por cima

A chance da Tríplice Coroa para ambos: quem leva?
Agora, a análise do Will FS, de Juíz de Fora:
"A Final da UCL deste ano irá coroar um belo time, que conquistou a Tríplice Coroa, já que tanto Juve como o Barça já ganharam tanto o campeonato nacional como a Copa de seu país, mostrando suas respectivas superioridades em terras locais (no caso da Velha Senhora bem mais acentuado do que dos Blaugranas). 
Mas isso não significa que a temporada de ambos foi uma maravilha, sem sustos... Muito pelo contrário... Em determinado momento da temporada (em épocas diferentes), as duas equipes viveram momentos preocupantes. 
A da Juventus foi no início da temporada, quando a equipe não apresentava um futebol de encher os olhos e não dava pinta de que faria algum barulho fora da Itália. A dependência de Pirlo era notória e com a sua idade chegando parecia fadar a Juve a mais um fracasso europeu, chegando a perder para o Olympiakos e ter sua classificação para a 2ª fase ameaçada. 
Mas aos poucos, Allegri foi colocando a equipe nos eixos e a qualidade de jogadores como Pogba e Tevez foram essenciais para fazer o time sonhar alto. Até mesmo Vidal, que começou a temporada devendo, voltou ao seu normal, que é ser uma força indispensável no meio-campo. A equipe encontrou seu equilíbrio, soube reconhecer seus limites e deu uma aula no Borussia Dortmund na Alemanha e se comportou mto bem em Madrid contra o temível Real, podendo ter até vencido o jogo, não fosse um pênalti Mandrake para os merengues. 
Já o Barcelona começou bem sua temporada, mas uma derrota para o Real Madrid fez o time ver que precisava de mais se quisesse chegar ao topo novamente. A crise na verdade estourou no início deste ano, num jogo contra a Real Sociedad em San Sebastian, onde Messi e Neymar estavam no banco inexplicavelmente, e durante o jogo Neymar brincou com Messi mandando ele aquecer, já que a coisa estava feia e veio a derrota, que acabou desencadeando vários boatos, como os de que Messi e o treinador Luis Enrique não tinham boas relações. 
Depois desse jogo, segundo os próprios jogadores - o técnico nega -, eles se reuniram e chegaram a conclusão de que se continuasse assim não iam ganhar nada, que era pra equipe se unir porque talento tinham, e de fato, depois disso o futebol deles fluiu bem melhor e foram raras derrotas, além dos bailes no Manchester City, Paris Saint-Germain e Bayern de Munique. 
Sábado, uma volta por cima será coroada, e quem sair derrotado também deve se orgulhar, pois conseguiram virar uma temporada que parecia perdida...".
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!