Páginas

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Somente dois na disputa

Festa do Guaraní, decepção e vergonha do Corinthians: o badalado time
virou piada após a eliminação! (foto: divulgação)
E dos cinco times brasileiros, restam dois.

Tudo bem, dos três eliminados desta quarta-feira, dois eram certos, afinal, tivemos dois confrontos entre brasileiros nas oitavas de final da Copa Libertadores.

Mas vamos começar por quem protagonizou o papelão da rodada. Sim, porque desde que Tite deu aquela entrevista ao Esporte Espetacular, contando todos os seus esquemas táticos em detalhes, o Corinthians afundou - e mostrou uma ingenuidade monstruosa do treinador que, salvo uma reação no segundo semestre, corre o risco de ficar marcado como a Sharapova do futebol, pois não tem plano de jogo B, C, D... igual à tenista.

Vale lembrar todos os jogos desde a imbecil reportagem: empate em casa contra o San Lorenzo, vitória suada contra a Ponte Preta, eliminação frente ao Palmeiras, derrota para o São Paulo, derrota para o Guarani-PAR, vitória suada contra o Cruzeiro e nova derrota para os paraguaios ontem.

Quatro gols em sete jogos!!!

Como esse Guarani é ruim, pelo amor de Deus. Pois o Corinthians, o time que "chegaria fácil numa semifinal da UEFA Champions League" (de repente poderia, mesmo), conseguiu a proeza de perder para uma equipe que, caso disputasse o Brasileirão, ficaria no meio da tabela da Série B. E pra coroar o vexame, perdeu em casa, aniquilando uma invencibilidade de 32 jogos em casa, que era recorde mundial.

Mais uma vez, Luis Fabiano fraqueja em momento decisivo:
Cruzeiro nas quartas! (foto: Douglas Magno / AFP)
Muita coisa deve ser mudada no clube. Os gastos exorbitantes devem diminuir drasticamente, já que o primeiro semestre foi perdido. Uma limpa deve (e tem que) acontecer no time. E que Tite encontre alternativas para seu esquema de jogo. Hoje, na atual situação (presa fácil dos adversários, endividado e atrasando salários e prêmios), o Corinthians vira candidato ao rebaixamento.

Exagero? Não. Lembram do Atlético de Madrid, na temporada 1999-2000 do Campeonato Espanhol? Pois é, peguem como exemplo. Cai como uma luva.

Quem também não pode reclamar de chance é o São Paulo. Derrotado os pênaltis, é verdade, mas o tricampeão mundial teve tudo para matar o jogo durante os 90 minutos. E na marca da cal, a displicência dos cobradores de ambos os times foi de irritar. Fosse eu o presidente do Cruzeiro, o Manoel estaria afastado e multado. E ficaria duas horas a mais por dia nos treinamentos para cobrar pênaltis, até aprender a ter responsabilidade.

E o que dizer do Luis Fabiano? Melhor nem comentar.

Sorte do Cruzeiro que o Fábio estava inspirado. Rogério Ceni até tentou. Pegou duas cobranças. Mas não impediu a eliminação. Na saída de campo, mais uma vez, disse ser sua última Libertadores. Depois de tantos discursos iguais, eu duvido. O tricolor paulista é outro time que precisa rever sua estrutura e, principalmente, se livrar de jogadores superestimados.

D'Alessandro e Valdívia fizeram dois golaços. E o campeão
do mundo de 2006 avança! (foto: Getty Images)
Quanto ao Cruzeiro, enfim a equipe ganhou forma. Terá um argentino no caminho. Mesmo assim, chance boa de avançar para as semifinais, onde pode fazer o duelo caseiro contra o Internacional.

A equipe colorada venceu com autoridade o Atlético-MG, o único dos brasucas a cair de pé. Aliás, o jogo entre ambos foi um espetáculo digno de um futebol que, mesmo no buraco, ainda ostenta cinco estrelas no peito.

E como foi bom de assistir um jogo onde o time da casa parte para o ataque desde o início, busca o gol, faz dois golaços, leva um simplesmente porque o Galo não se intimidou e foi pra cima e sacramenta a vitória com outro golaço.

Não se enganem. Depois de uma primeira fase duvidosa, o Internacional se coloca de vez no posto dos favoritos ao título.

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!