Páginas

terça-feira, 14 de abril de 2015

Os sobreviventes

Sebastien Bourdais: o único inocente no acidente triplo em Louisiana: pelo
menos o carro é seguro! (foto: Brett Kelley)


Fim de semana caprichado no esporte a motor:

1- A corrida maluca de Louisiana da Fórmula Indy foi exatamente isso: maluca. O autódromo recém-construído não suportou o temporal que caiu. Mesmo sem chuva na segunda metade, a pista estava molhada. Um show de rodadas e acidentes, o mais grave deles o que envolveu Ryan Hunter-Reay, Simon Pagenaud e Sebastien Bourdais, a poucas voltas do fim.

2- Aliás, o acidente mostrou que o carro novo da Indy é muito seguro. Sem exagero algum, poderíamos estar aqui falando sobre o falecimento do francês, dado o impacto da pancada que o piloto da KV sofreu. Por sorte, ficou só o susto. Em tempo: a culpa foi do Pagenaud. Por que ele saiu enfezadinho do carro?

3- Entre os sobreviventes, vitória de James Hinchcliffe, com Helio Castroneves em segundo. Com o resultado, o brasileiro assumiu a liderança do campeonato, já que Juan Pablo Montoya se deu mal nas constantes mudanças de estratégia.

Incidente entre Button e Maldonado: a única coisa divertida
do GP da China! (foto: reprodução TV)
4- Sono, sono, sono. Só eu mesmo não dormi vendo o GP da China de Fórmula 1 (dê-se um desconto; os problemas de saúde que enfrentei este fim de semana me impediram disso). Disparada uma das piores provas de todos os tempos. Nenhuma emoção de verdade na parte de cima e nem mesmo no fundão. A única disputa que tivemos, a rigor, foi a de Pastor Maldonado com Jenson Button. Adivinhem como terminou.

5- Fora a vitória avassaladora de Lewis Hamilton, em todos os sentidos, o destaque foi Max Verstappen. Mais uma vez, o moleque andou muito e estava em sexto quando o motor Renault quebrou. Aliás, por favor, embora eu adore a ideia de motores menos poluentes, acabem logo com essas unidades de força!!

6- O Mundial de Endurance começou em Silverstone. E começou da forma que estávamos acostumados: com a Audi vencendo. Tudo bem, ninguém saberia dizer o que seria da corrida se o Porsche #17 de Mark Webber, Timo Bernhard e Brendon Hartley não tivesse o câmbio quebrado. Mas tudo indica um campeonato altamente equilibrado.

7- A se lamentar somente as ausências da Nissan e da Rebellion Racing. A montadora japonesa, inclusive, já anunciou que seus modelos LMP1 só correrão a partir das 24 horas de Le Mans. Aí eu pergunto: eles terão chance de vencer? Duvido.

Xavier Simeon (19) toca em Johann Zarco (5) e põe tudo
a perder na prova! (foto: reprodução TV)
8- Mais um fim de semana sensacional no Mundial de Motovelocidade, no curcuito de Austin, nos Estados Unidos. Na Moto3, surpreendentemente, vitória tranquila de Danny Kent. Justo ele, que foi "rebaixado" da Moto2, conseguiu talvez o maior passeio da categoria em todos os tempos, já que a "terceira divisão" é conhecida por ter oito, nove pilotos cruzando a linha de chegada dentro do mesmo segundo.

9- Na Moto2, uma burrada monstruosa de Xavier Simeon foi o destaque da corrida vencida de forma muito merecida por Sam Lowes. Johann Zarco, que quase foi a vítima de Simeon, completou na segunda posição e mostrou que vai disputar o título. Em tempo: a maldição do número 1 está atacando Esteve Rabat? O espanhol ainda não mostrou porque carrega o imponente número em sua moto.

10- Na MotoGP, o que todos esperavam aconteceu: vitória até certo ponto tranquila de Marc Marquez, disputa ferrenha entre Yamaha e Ducati e uma boa evolução de Suzuki e Aprilia. Só queria saber da equipe Repsol/Honda o que passa na cabeça deles ao rejeitar colocar Casey Stoner para correr no lugar de Daniel Pedrosa - que operado às pressas, não sabe quando volta. No lugar do espanhol, o próprio Shuhei Nakamoto, chefe da equipe, preferiu colocar o "zero à esquerda" Hiroshi Aoyama, com a justificativa de "não ter dois pilotos de ponta na equipe". Resultado: Marquez correu sozinho - e vai continuar correndo, porque, convenhamos, Aoyama é bem fraco.

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!