Páginas

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Noite inesquecível

O abre-alas da Portela: a alegoria do milênio! (foto: divulgação)
A segunda noite de desfiles do Grupo Especial do Rio de Janeiro foi esplêndida do começo ao fim.

Todos os tipos de emoções surgiram na avenida. Teve grande se complicando, mediana arrebatando a arquibancada, teve multivencedora já deixando dúvida no ar e teve sambaço bem cantado.

Sem perder tempo, vamos à análise. Lembrando que a nota é o somatório do julgamento dos nove quesitos por parte da equipe da Rádio Show de Bola, que cobriu nas redes sociais todos os 12 desfiles (mesmo com alguns dando um sono...).

Tripé em homenagem ao desfile de 1963: a São Clemente
barbarizou! (foto: Alexandre Durão / G1)
São Clemente: a escola da Zona Sul cantou "feliz da vida!. Que desfile! Que harmonia!! Enfim, uma escola que não correu contra o tempo, pois foi extremamente regular do início ao fim. O ponto fraco - nada que atrapalhasse - foi justamente o destaque dos últimos anos: bateria e carro de som. Mas não tira em nada o brilho. Se for julgada com correção, volta no sábado. E, por que não, sonhar com a taça? Nota: 88,8

Portela: a mesma coisa que a Mocidade: desfilantes entraram muito travados. Só que aqui o buraco é mais fundo, afinal, a escola de Madureira estava cotadíssima para ser campeã. Alegorias monumentais, porém outras com alguns problemas. Mas o maior problema foi justamente a harmonia (que alternou bons e maus momentos) e a evolução oscilante. Jogou fora a chance de fazer um desfile inesquecível. Mas ainda está na briga, já que ninguém foi perfeita! Nota: 88,3

Beija-Flor: mostrou que o desastre do péssimo desfile de 2014 é coisa do passado. Alegorias impecáveis, assim como as fantasias. Sobre o casal de mestre-sala e porta-bandeira, que show de Claudinho e Selminha Sorriso!! Mas nem tudo foram flores. A evolução começou lenta demais, por causa da arrastadíssima comissão de frente e, no final, correu demais. Eu ia citar o enorme buraco no setor em frente ao recuo, devido à bateria não ter saído antes da alegoria. Mas se a julgadora for a Salete Lisboa, não vai acontecer nada. Está na briga pela 13ª conquista! Nota: 88,7

Claudinho e Selminha Sorriso, sempre nota 10 para a
Beija-Flor! (foto: Rodrigo Gorosito / G1)
União da Ilha: tentou fazer o de sempre, mas a sua marca registrada - sambas bem animados - não foram seguidos à risca. Do meio pro fim, o samba deu uma arrastada. Fora isso, a bateria de Mestre Ciça estava acelerada demais, o que contribuiu para o arrastamento do samba, que não era essa belezura toda. E foi mais uma a correr no final. Em compensação, a comissão de frente estava maravilhosa. Uma pena. Sonhava em ser campeã, mas se voltar no sábado, será lucro! Nota: 87,8

Imperatriz: a despeito da arquibancada quase não ter reagido positivamente à passagem da escola, não podemos descarta-la, afinal, teve o melhor samba do ano e que foi muito bem cantado pelos componentes, mesmo com a bateria atravessando várias vezes. O enredo é que ficou um pouco confuso na pista. Nada que possa derrubar a escola. Mas a agremiação de Ramos foi irregular em vários momentos, principalmente nas alegorias. Até o terceiro carro, era desfile de título, mas depois a qualidade caiu demais. Estranho. O ponto alto foi a comissão de frente, a única a não ter aqueles tripés monstruosos que acabam com a escola! Amem! Nota: 88,3

Unidos da Tijuca: no ano passado, Fernando Horta declarou que a escola não dependia de carnavalesco. E mostrou na avenida que, hoje, a escola do Borel é uma grande. A comissão de frente foi muito bem bolada, de longe a mais criativa do Especial. As fantasias foram um capítulo à parte; luxo, bom-gosto e acabamentos de primeira. Ponto fraco? Como já esperado, o samba, que é terrível, se arrastou e foi muito mal cantado. A bateria, como sempre, salvou! É mais uma que pode levar o caneco ou, devido ao enorme equilíbrio, ficar fora até das campeãs, o que eu não acredito. Nota: 88,5

Agora é esperar quarta-feira!!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!