Páginas

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Festa da Realeza

Momento de glória: Lewis Hamilton coroa uma temporada quase
perfeita e leva seu segundo título! (foto: Getty Images)
Enfim, o título.

A disputa direta entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg prometia muita disputa em Abu Dhabi, mas não foi isso que aconteceu. Na largada, o inglês tomou a ponta e se mandou, rumo ao seu segundo título.

O alemão tentou de tudo, mas, além de ver seu companheiro de equipe ficar com a taça, teve problemas em seu carro que nem o levaram ao pódio: terminou a prova em um distante e desolador 13º lugar. Seu desespero no rádio era comovente e, em um ato de grandeza, rejeitou a ordem da equipe para abandonar a prova. Foi até o fim, desceu do carro e foi cumprimentar Hamilton pela conquista.

Na sala VIP do pódio, Rosberg fez questão de parabenizar:
atitude de grande piloto! (foto: reprodução TV)
Assim se comportam grandes pilotos: sabendo vencer e perder. Né, Alonso?

O pódio foi completado pela dupla da Williams. Felipe Massa fez sua melhor apresentação desde o fatídico GP da Alemanha de 2010, quando teve que ceder o primeiro posto ao espanhol chorão.

Arriscando tudo desde o início, tomou a terceira posição na largada, passou Rosberg quando este teve problemas e pressionou Lewis Hamilton em busca da vitória. Mudou a estratégia no meio da prova, fez volta mais rápida atrás de volta mais rápida e deixou claro que a equipe renasceu e voltou a ser grande.

Mas Lewis merecia vencer. Passou a temporada inteira disputando ponto a ponto com Rosberg, de maneira a pôr em dúvida a questão da preferência da equipe alemã ao piloto alemão. Sua disputa foi ferrenha, culminando com aquele toque na Bélgica, onde o bico de Rosberg furou seu pneu.

Duvido que Hamilton vai se queixar desta marca no seu
capacete! (foto: reprodução TV)
Ali parecia tudo perdido, mas o inglês reagiu com maestria. Cinco vitórias consecutivas (Monza, Cingapura, Suzuka, Sochi e Austin) o levaram para a liderança do campeonato. Administrou em Interlagos e confirmou a vantagem em Abu Dhabi.

Ele, que quebrou o recorde de vitórias em uma mesma temporada, que pertencia a Nigel Mansell, teria que ter um desfecho perfeito, ou seja, o título com vitória. Assim foi, com o Príncipe Harry no rádio da equipe parabenizando o piloto, com a namorada Nicole Scherzinger festejando nos boxes e, em prantos, no lugar mais alto do pódio, ao som de "God save the Queen", que Hamilton entrou para a história.

É o primeiro exemplo de quem largou o conforto para se aventurar em outros ares e que chegou à glória máxima (Barrichello pode ser considerado outro, mesmo sem título) Um bom exemplo para Sebastian Vettel, confirmado neste fim de semana como o novo piloto da Ferrari.

A terra da Rainha ganhou mais um herói nacional! Congratulations!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!