Páginas

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Maracutaia tamanho GG

Seriam eles os verdadeiros donos da agência aproveitadora?
Alguns diriam que é apenas um mal-entendido. Eu chamo de trambicagem.

Picaretagem e das grandes.

Esta reportagem do Grande Prêmio (brilhante, por sinal) sobre uma agência não-autorizada que vendia ingressos para o GP do Brasil deixa isso bem claro. A tal ALK cobrou de alguns clientes até R$ 3 mil pelos ingressos. Declarou que não entregaria os ingressos, o dono da agência não fala nada... e quem pagou pelo ingresso não vai ver a cor do dinheiro? É isso mesmo?

Cadê a Justiça Brasileira nesses casos? Cadê o Procon? Cadê qualquer órgão que bote esses pilantras atrás das grades? E que devolva o dinheiro de quem pagou!! Ou dê o ingresso prometido.

Tudo bem, a CBA e a organização da corrida nada tem a ver com isso, realmente. Mas cabe a ela uma declaração formal de que a tal ALK não é autorizada a vender ingressos. Isso já renderia um belo processo na naba deles.

Aguardemos os próximos capítulos. Mas a etapa de Interlagos já começou mal.

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!