Páginas

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Olho por olho

Momento do toque: o bico quebrado de Rosberg e o pneu já furado de
Hamilton: clima pesou de vez! (foto: John Thys / AFP)
O clima pesou na Mercedes!! Tal qual como em 1986, 1988 e 2007, temos dois companheiros de equipe em pé de guerra. E, dessa forma, estão colocando a equipe em xeque.

Desta vez, Nico Rosberg e Lewis Hamilton esgotaram a paciência de Toto Wolff e Niki Lauda. Desde o início do campeonato que todos esperam esse momento. Foi assim com Emerson Fittipaldi e Ronnie Peterson na Lotus em 1973, Gilles Villeneuve e Didier Pironi em 1982, Nigel Mansell e Nelson Piquet em 1986, Ayrton Senna e Alain Prost em 1988 e o próprio Hamilton com Fernando Alonso na McLaren em 2007.

Cada uma dessas histórias teve um final distinto. Emerson saiu da Lotus e foi para a McLaren ser bicampeão do mundo. Villeneuve, desde o ocorrido em San Marino, nunca mais falou com Pironi até morrer na Bélgica. Piquet ficou na equipe para 1987 e sacaneou o inglês de todas as formas possíveis, aproveitando-se muito bem da condição de exímio mecânico. Prost largou a McLaren e rumou para afundar na Ferrari e Alonso não quis saber de mais confusão e voltou para a Renault.

E mais: cada uma dessas histórias teve um ponto de início, digamos assim. As mais conhecidas, claro, remetem às duas duplas tinhosas que Ron Dennis teve debaixo de seu nariz. Senna e Prost se engalfinharam em Estoril para nunca mais pararem, enquanto Alonso e Hamilton tiraram a paciência do chefão em Hungaroring.

Agora, o problema com Hamilton em Spa-Francorchamps. Hamilton passou Rosberg na primeira volta, o alemão quis dar o troco e o campeão de 2008 espalhou. O líder do campeonato tocou com o bico no pneu de Hamilton, que furou. O inglês foi parar lá atrás e o alemão ficou na pista normalmente. Terminaria em segundo, na prova vencida, mais uma vez, por Daniel Ricciardo.

Brigas entre companheiros de equipe sempre são difíceis de resolver. Mas a paciência da Mercedes acabou. Hamilton acusou Rosberg de jogar o carro de propósito, pois um bico quebrado causa menos danos a um carro do que um pneu furado. A guerra na Mercedes está declarada.

A sorte (e todos na equipe prateada sabem) é que o carro é muito bom, ficando praticamente impossível de outras equipes reagirem. Mas temo pelo futuro de ambos. Qualquer que seja a decisão da equipe daqui pra frente, alguém sai prejudicado.

Todo mundo gosta de ver disputas acirradas na pista. Desde que os pilotos não queiram aparecer mais que a equipe. Infelizmente, na Mercedes, pelo andar da carruagem, a festa acabou!

O que será daqui pra frente?

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!