Páginas

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Imbecis, mais uma vez!

Aranha e Arouca pedem providências à arbitragem contra os racistas:
mais uma para a conta do Grêmio! (foto: divulgação)
A rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil tinha tudo para ser uma diversão só. América-RN, Coritiba, Ceará e Bragantino derrotando Atlético-PR, Flamengo, Botafogo e Corinthians, respectivamente. Sendo que os dois primeiros praticamente liquidaram a fatura, com um sonoro e inapelável 3 a 0 no lombo.

O Palmeiras perdeu para o Atlético-MG mas jogou muito bem; o Vasco só empatou em casa contra o ABC e o Cruzeiro só não massacrou o Santa Rita-AL porque não quis, embora fique registrada a postura do time alagoano, que em nenhum momento partiu para a porrada.

Mas somos obrigados, mais uma vez, a falar das atitudes grosseiras e racistas da torcida do Grêmio, na derrota em casa para o Santos, por 2 a 0. "Rodrigo, veja bem, não é toda torcida". Sim, poucos gritaram, mas eu tenho quase certeza que a grande parte queria muito acompanhar o côro de "macaco, macaco" que veio da arquibancada atrás do gol do goleiro Aranha, vítima do preconceito.

"O pior é que fui falar com o juiz sobre isso e ele falou que eu estava provocando a torcida adversária. Sou preto sim, e se isso é insultar, não sei mais nada", disse o goleiro ao final da partida. Ou seja, o árbitro Wilton Pereira Sampaio foi mais imbecil ainda, quando deveria simplesmente encerrar a partida ali mesmo. Falta árbitro com culhão no mundo para tomar esta atitude.

Não é a primeira vez que a torcida tricolor age assim, e não será a última. O que só afirma a necessidade urgente de que os clubes sejam punidos com perda de pontos ou rebaixamento em casos como este. No referido exemplo, as imagens mostraram quem são os torcedores. Basta o clube identifica-los e bani-los dos estádios.

O problema é que, como sempre acontece esse tipo de comportamento da torcida gremista - e nunca a diretoria do clube gaúcho fez nada; basta saber que o diretor de futebol deu uma declaração mais lastimável ainda - a CBF deveria simplesmente punir o Grêmio (já que foi na Copa do Brasil) com, sei lá, uns 20 anos sem poder jogar a competição. Além de uma multa pesadíssima. "Rodrigo, o clube não tem culpa". Tem sim! Se acontece sempre e o clube nunca faz nada para coibir, então é cúmplice e merece punição.

Já passou da hora da FIFA e das confederações continentais e nacionais começarem a punir de verdade esses atos racistas. São todos apoiadores do mesmo preconceito quando não encerram uma partida e punem (ou rebaixam automaticamente) o clube e a torcida que age assim.

Engraçado que, quando o Flávio Gomes, no ano passado, soltou xingamentos à granel contra a torcida azul, preta e branca, a diretoria torrou a paciência da ESPN Brasil para demiti-lo. E agora?

Já pensou se a torcida santista, no jogo da volta, decorasse o vestiário do Grêmio de rosa e passasse o jogo inteiro cantando "gaúchos... viados..."? Qual seria a reação do Grêmio?

Acorda, CBF. Punição imediata a quem não presta!!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!