Páginas

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Agressão do mesmo jeito

O momento da suposta agressão: um pequeno gancho seria justo para quem
foi tirar satisfação com o árbitro! (foto: reprodução TV)
Muito já foi escrito, falado e discutido. Mas vou deixar meu pitaco sobre a agressão do Petros ao árbitro Raphael Claus.

Claramente se observa, após o árbitro atrapalhar a jogada de Jadson, que o camisa 40 do alvinegro de Parque São Jorge desvia sua rota para ir de encontro ao árbitro. Muitos afirmam que ele só "bateu" porque tropeçou no zagueiro santista.

Mas só o fato dele sair de sua trajetória para ir para cima de Claus já merece uma punição.

Uma reportagem da ESPN Brasil diz que o árbitro não relatou na súmula porque não sabia o que tinha ocorrido. Ao ver as imagens, o mesmo caracterizou agressão. Segundo a mesma reportagem, Petros teria, ao final do jogo, se desculpado.



O STJD já denunciou o jogador, inclusive com uma atitude bem lamentável de seu procurador, Paulo Schmitt, que desferiu várias ofensas ao jogador.

De qualquer forma, uma punição caberia bem. Não a de 180 dias, mas algo além de cestas básicas. Tem que servir de exemplo. Não pode um jogador profissional agredir arbitragem.

Triste é saber que tem gente que concorda com o que o jogador fez. E são os mesmos que reclamam das brigas nas arquibancadas e nos entornos dos estádios. Aí não, né?

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!