Páginas

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Libertadores off-topic?

Jogadores do San Lorenzo comemoram a classificação às semifinais: com a
bênção do Papa! (foto: AFP)
E quem imaginaria uma semifinal sem nenhum time campeão??

Mais: as quatro equipes restantes na Copa Libertadores da América nunca foram sequer a uma final!! O que por um lado pode soar como baixo nível técnico, por outro trará alguma emoção a mais aos jogos.

Sim. Quem vai querer perder a chance de uma final histórica?

As quatro equipes têm as mesmas chances, já que a chegada delas à fase semifinal, embora de forma merecida, foi inesperada. Ou algum ser em sã consciência previu Nacional-PAR, Defensor-URU, San Lorenzo-ARG e Bolívar-BOL disputando o título?

Se a presença do San Lorenzo - que eliminou Botafogo, Grêmio e Cruzeiro - garante a Argentina em uma semifinal, por outro lado, os grandes do país só assistem. Aliás, River Plate e Boca Júniors nem foram; o Velez Sarsfield caiu nas oitavas, depois de fazer a melhor campanha. O restante, bem... é o restante, apenas.

No Uruguai, Peñarol e Nacional fizeram um papelão e foram eliminados na primeira fase. E o Brasil, que levou seis times, pela primeira vez desde 1991 não chega entre os quatro melhores. O caso tupiniquim foi a soberba. Fora o nível técnico do balopédio praticado por estas bandas, que deixa - e muito - a desejar.

E agora? Quem irá para o Marrocos?

Plaquinha encomendada

Na MotoGP, como se sabe, o troféu é feito de forma infinita, ou seja, seu desenho foi projetado para sempre aumentar de tamanho. A cada ano, acrescenta-se a plaquinha do ano corrente e do piloto campeão.

Acho que a de 2015 já está pronta.

Marc Marquez trucidou em Le Mans. Desta vez, com requintes de dramaticidade e "vingança". A luta pela primeira posição teve um quê de "provar do próprio veneno". Digo isso porque Valentino Rossi é o mestre na arte de forçar o adversário da frente ao erro para ganhar a posição.

Desta vez foi o atual campeão que fez isso, justamente contra o multicampeão.

Cinco poles e cinco vitórias em cinco provas. Será que, ao menos, a briga pelo vice-campeonato terá graça?

Da água para o vinho

E não é que Ed Carpenter se tornou uma ameaça nos ovais??

O americano, dono de sua própria equipe, fez a pole para as 500 Milhas de Indianápolis. Consciente de sua limitação em circuitos mistos, o piloto aperfeiçoou sua habilidade nos ovais. Enquanto Mike Conway deita e rola nas pistas de rua e mistos, Ed faz um grande trabalho nos ovais.

A pole foi um bom indício de sua evolução.

Helio Castroneves conseguiu uma ótima quarta posição, enquanto Tony Kanaan sai apenas em 16º. E no próximo domingo, se a surpresa - outrora chamado de chicane móvel - não der as caras, poderemos comemorar o oitavo título no oval mais famoso do mundo.

O problema é mesmo Ed Carpenter. Quem diria...

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!