Páginas

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Que tabu?

Três poles e três vitórias nas três primeiras provas: recorde de 1971
quebrado e domínio absoluto! (foto: AP)
Marc Marquez já pode ser considerado um dos maiores da história. Não há como negar.

Ontem, em Termas de Rio Hondo, o espanhol, atual campeão da MotoGP, deu um show e igualou um recorde que perdurava há 43 anos. Desde que Giacomo Agostini, em 1971, venceu e fez pole nas três primeiras provas do campeonato, ninguém mais havia feito isso.

Até aparecer a formiga atômica das duas rodas.

A prova de estreia do traçado (a Argentina já teve provas em outros circuitos) foi bem bacana e confusa. A primeira volta foi caótica, com várias posições sendo alteradas. Jorge Lorenzo e Valentino Rossi apareceram na ponta nas primeiras voltas. Mas o número 93 escolheu pneus duros. E seu desempenho melhorou no final. Tanto Marquez quanto seu companheiro, Daniel Pedrosa, passaram a enfileirar ultrapassagens até ambos assumirem a ponta e garantirem mais uma dobradinha para a Repsol Honda.

Coube ao bicampeão da Yamaha completar o pódio.

Na Moto2, por incrível que pareça, uma prova bem morna, com vitória de Esteve Rabat, que liderou do início ao fim. Na Moto3, um momento histórico: a primeira vitória de Valentino Rossi como dono de equipe, primazia essa que coube a Romano Fenati.

Muitos já se perguntam se Marc Marquez poderá vencer todas as provas do ano. Não creio, longe disso. A próxima prova, no domingo, será na Espanha, em Jerez de La Frontera. Do mesmo jeito que a Fórmula 1, as inovações tecnológicas aparecem a partir desta etapa, que marca o início da temporada europeia.

Mas ninguém mais duvida que Marc Marquez gravou seu nome na história da MotoGP!!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!