Páginas

quinta-feira, 6 de março de 2014

Quadriculada na apoteose

Comissão de frente da Unidos da Tijuca: criatividade em alta, para garantir
o quarto título da escola do Borel! (foto: Getty Images)
Sem enrolar demais, algumas ponderações sobre o Carnaval de 2014:

1- É quase unânime que a Unidos da Tijuca não fez um desfile à altura do que o homenageado, Ayrton Senna, merecia. Mas, em meio a tantos desfiles que pouco empolgaram, pelo menos venceu uma que usou e abusou da criatividade. Na minha opinião, Portela e Salgueiro foram melhores. Mas não lamento. O peso da homenagem justifica o caneco.

2- Aliás, diga-se de passagem: a comissão de frente, mesmo sem aquele monte de efeito visual e show de luzes (que irritam), foi, de longe, a mais criativa e a mais bem-bolada. Muitos dirão também dos palitinhos e da amarelinha da União da Ilha. Concordo plenamente. Chega de achar que os desfiles devem vir com aquele monte de fantasia gigante e pesada, com aquele luxo desnecessário. Carnaval tem que ser criativo. A Unidos da Tijuca está de parabéns pela escolha.

3- Parabéns, Portela. Após 19 anos sem brigar, de fato, pelo título, a Águia mostra que está mais viva do que nunca. Um desfile que, se não levantou a arquibancada como em 2012, fez relembrar os melhores dias da maior campeã dos desfiles cariocas. A campeã moral de 2014 está de volta ao seu lugar de direito.

4- Beija-Flor e Vila Isabel decepcionaram. Já era previsto. Em especial a primeira, que prometeu o enredo sobre Boni, mas que na avenida, falou da história da comunicação e da emissora oficial dos desfiles, usando o ex-diretor apenas como ilustração do enredo. O sétimo lugar foi merecido - poderia ser pior. É a primeira vez, desde 1992 - ano que a escola ficou na mesma posição por causa de uma penalização devido a uma genitália desnuda - que a escola não voltará no sábado das campeãs. Já a campeã de 2013 enfrentou diversos problemas políticos. Aliás, isso acontece todo ano no Morro dos Macacos, e desta vez eles mereciam o rebaixamento. É a primeira vez na história que campeã e vice de um ano não estarão no Desfile das Campeãs do ano seguinte. Um alerta!

Abre-alas da Mocidade Independente: para fazer o
torcedor voltar a sentir orgulho pela escola!
(foto: Carlos Moraes / Agência O Dia)
5- Depois de 15 anos, voltei a me emocionar com o show que a minha escola de coração, a Mocidade Independente, realizou na abertura do segundo dia de desfiles. Sim, um show, levando-se em consideração que a escola estava super atrasada faltando um mês para os desfiles e era tida como rebaixada. Passamos longe do buraco e, com o nono lugar, nos damos ao direito de protestar contra algumas notas, como o fato da bateria, que TRUCIDOU A CONCORRÊNCIA, ter levado apenas uma nota 10. Não faz mal. Em 2015, sem o presidente que nos afundou, a esperança é de voltarmos ao nosso devido patamar: brigando por títulos. A Mocidade chegou!!

6- Sacanearam a Império da Tijuca de todas as formas possíveis. A escola do Morro da Formiga jamais merecia a queda COM UMA ÚNICA NOTA DEZ. Um absurdo gigante. Mesmo assim, o primeiro império do samba sai de cabeça erguida, reforçando ainda mais o pedido: PASSOU DA HORA DE RECOLOCAR DEZESSEIS ESCOLAS NO GRUPO ESPECIAL!!

7- Bem-vinda de volta, Viradouro. Após o desastre da gestão Marco Lira que rebaixou a escola em 2010, o atual presidente Gusttavo Clarão colocou a escola nos trilhos novamente. A campeã de 1997 volta ao seu lugar. Foi um passeio nos desfiles da Série A e o título foi mais que merecido. Mas a boa notícia foi a manutenção da Em Cima da Hora no grupo, mesmo com o ABSURDO de se tirar pontos do samba-enredo mais perfeito de todos os tempos. A nota triste vai para a saída da Tradição da Marquês de Sapucaí após 30 anos. E, lamentavelmente, pode ser o início do fim da escola de Campinho.

8- A pergunta que se faz na terra da garoa é: quem será capaz de parar a Mocidade Alegre? Mais que o tricampeonato, a escola do Bairro do Limão passeou perante a concorrência. Méritos totais ao carnavalesco Sidnei França. Mais uma vez, a Rosas de Ouro (que havia sido a última a conquistar um tri consecutivo e de forma única) teve que se contentar com o vice-campeonato. Aliás, a evolução embaralhou muitas notas e derrubou algumas escolas que vinham bem na disputa.

9- O que é melhor: um quinto lugar com poucas notas altas ou ficar em décimo por causa de um único quesito? Para a torcida da Gaviões da Fiel, parece que a segunda opção é a mais aceita. Por incrível que pareça, a escola saiu satisfeita com as notas, mesmo ficando mais um ano fora do desfile das campeãs. Esperamos, apenas, que a diretoria seja humilde para perceber que errou, de novo, em evolução. E que, antes de xingar jurados, precisa reconhecer o erro e trabalhar para voltar a ser temida. Assim como a Vai-Vai, que não foi nem sombra da escola que manda no Carnaval de São Paulo. Em tempo: as escolas da antiga Superliga estão sofrendo represália??

10- Enfim, o grito de campeã! A Unidos dos Morros já merecia o título do Carnaval de Santos em 2006, com um maravilhoso samba em homenagem ao ex-prefeito Oswaldo Justo. Vários segundos lugares davam a sensação de que a escola jamais levaria o caneco. Mas, neste ano, a urucubaca teve fim. Não cabe julgar se a X-9 foi melhor; se a Amazonense merecia; se a União Imperial foi sacaneada. Enfim, a agremiação azul, verde e branca entrou no rol das campeãs. Agora, como nem tudo são flores, aproveito para deixar um recado a todos que cuidam dos desfiles na Baixada Santista: por que não um desfile único, com TODAS as escolas de Santos, São Vicente, Guarujá, Cubatão e Praia Grande? Com 14 escolas no Grupo Especial, 16 no Acesso A e 12 no Acesso B? Por que não construir barracões para todas as escolas (no Alemoa tem terreno a dar com o pau)? E que tal uma passarela fixa, com as áreas embaixo das arquibancadas destinadas às escolas usarem como centro de cursos, lojas, enfim, um espaço delas? Que tal todos se mexerem para fazer o Carnaval da Baixada Santista voltar, de fato, a ser respeitado e grandioso?

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!