Páginas

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

A gota d'água

A imprensa está de luto: até quando os trabalhadores de bem pagarão
pelos erros dos bandidos? (foto: divulgação)
Parabéns, arruaceiros!!

Após as manifestações do meio do ano passado começarem como um grito de esperança por mudanças, os bandidos disfarçados de manifestantes (tão imprestáveis que cobrem o rosto) conseguiram desvirtuar o foco dos protestos, conseguiram transformar tudo em campos de guerra e o principal: afastar a população de bem que só queria um país melhor.

Depois disso, o foco dos bandidos era matar alguém da imprensa. Conseguiram! Parabéns!! Tiraram a vida de um pai de família, que estava no local para trabalhar.

Quem serão as próximas vítimas? Mais profissionais da imprensa? Uma piolha!

Não é de hoje que a violência impera no país. Mas desta vez, beirou o inacreditável e inaceitável. Desde que as manifestações descambaram para a violência que todos alertavam para os perigos de inocentes morrerem. Lá, em seu início, era o poder público, na figura de alguns membros que deveriam zelar pela nossa segurança (de qualquer forma e tipo) eram os responsáveis por tentar calar a imprensa e os cidadãos de bem.

Sim, porque os arruaceiros eram identificados, mas nunca presos. Preguiça? Conivência? Impossibilidade?

Não interessa. A segurança no Brasil é uma vergonha mundial.

O que mais dói é saber que isso não dará em nada. O tatuador que comprou - ou roubou - o rojão será solto, o acéfalo que acendeu o artifício está foragido e, caso seja pego, terá todos os direitos do mundo, além de advogados, proteção e blá blá blá.

VÃO TODOS À MERDA!!!

E o cidadão de bem? E o trabalhador? Cadê os malditos "Direitos Humanos" para ir atrás da viúva do Santiago e saber do que a família necessita nesse instante? Cadê as vaquinhas de políticos corruptos, nesta hora, para ajudar a família do cinegrafista??

No Brasil, fazer o certo virou crime. Os bandidos são vitimados e a sociedade paga por isso.

Um trabalhador foi morto de forma covarde!! Essa frase tem que ecoar!! Tanto os que foram vítimas lá no início dos protestos quanto agora!! O trabalhador é quem está acuado, está com medo, está se fodendo nas mãos de todos que deveriam zelar pela nossa segurança e tranquilidade.

Aliás, é sempre o trabalhador o mais excluído do Brasil. Não basta ter que levantar de madrugada (ou chegar de manhã) para trabalhar, ganhar uma miséria e mesmo assim viver com dignidade, sustentando a família e pagando impostos e mais impostos.

Nós, trabalhadores, somos obrigados a ver nosso suado dinheiro sustentar político que não faz nada pelo país e vagabundo que ganha Bolsa-Família e não quer saber de trabalhar para não perder o benefício. Somos obrigados a pagar altas tarifas de água e luz enquanto alguns privilegiados pagam apenas uma taxa e infestam suas casas com produtos elétricos de todos os tipos ou gastam água em demasia.

(sim. Eu já entrei na casa de várias pessoas que pagam taxa. É inacreditável: torradeira elétrica, fritadeira elétrica, panela elétrica, faca elétrica, Playstation, TVs - mais de uma - de 40 polegadas ou mais, ar-condicionado, computadores... já vi pessoas que pagam taxa de água molharem os TELHADOS de suas casas com água limpa para "refrescar a casa").

E isso tudo sai do bolso de quem? Do trabalhador, que é obrigado a pagar essa conta. Tanto a dos vagabundos "pobres" quanto dos vagabundos ricos, que sonegam impostos, nunca cumprem com seus deveres e sempre dão um jeitinho de não pagar o que devem - quantos ricos pagam multas de trânsito, por exemplo?

E nunca o trabalhador tem o que merece. Pelo contrário. Andamos com medo nas ruas, não temos saúde, educação nem segurança. E se reagirmos a um assalto e acabarmos com a raça do desgraçado, nós é que somos taxados de assassino, enquanto o bandido, coitado, terá toda a assistência das leis.

Nós, trabalhadores, os principais responsáveis DE FATO por fazer o Brasil ter algum crescimento, estamos de saco cheio. Cuidado! Somos maioria. A tolerância vai se acabar um dia!!


Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!