Páginas

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Um banho na concorrência

Pela nona vez seguida, essa é a imagem do vencedor: Sebastian Vettel
passeou em 2013! (foto: Nacho Doce / Reuters)
Não foi uma corrida brilhante. Longe disso.

Salvo algumas raras exceções de ultrapassagens e alguma imprevisibilidade quanto à vinda ou não da chuva, o GP do Brasil foi uma prova, no geral, monótona.

Porém, ela ficará marcada por alguns aspectos e números.

A esperança virou abóbora para a Mercedes de Rosberg
logo na primeira volta! (foto: Reuters)
A vitória de Sebastian Vettel coroou o alemão como o maior vencedor em uma temporada: foram 13 triunfos durante o ano de 2013, empatando com Michael Schumacher, que conquistou a mesma quantidade em 2004.

Mas o triunfo de Vettel aumenta por se tratar da nona vitória seguida. Desde Spa-Francorchamps, não tivemos outro piloto recebendo a bandeirada em primeiro. O tetracampeão quebra o recorde de Alberto Ascari, que entre 1952 e 1953, conquistou nove vitórias consecutivas.

Percebam a importância de Sebastian Vettel! Foram nove seguidas em uma mesma temporada!!

E ainda tem gente que diz que é só por causa do carro. Tá bem, né? O companheiro de equipe que nos diga.

Na volta de retorno aos boxes, Mark Webber foi de cara pro
vento!! (foto: Clive Mason / Getty Images)
Aliás, Mark Webber, em sua última corrida pela Fórmula 1, foi um caso à parte. Terminou a prova na segunda posição e, na volta de retorno aos boxes, simplesmente tirou o capacete e a balaclava. Metade da volta de cara pro vento, literalmente. "É a sua última volta, divirta-se!", disse a equipe, pelo rádio.

Mal sabem eles que agora é que vai começar a diversão.

Diversão, mesmo, foi no pódio, onde ele levou a bandeira australiana (há tempos a FIA tem a frescura do piloto não poder levar nada ao pódio), tentou fazer a sambadinha e levou um baita tombo. Nada de grave, claro. No máximo, uma punição em forma de multa e tá ótimo.

Punição que doeu, mesmo, foi a de Felipe Massa. Sua última prova pela Ferrari foi marcada por homenagens e festa. Mas na pista ele terminou apenas na oitava posição. Recebeu um drive-trough por cruzar a linha branca de entrada dos boxes com as quatro rodas (o briefing determinou que os pilotos só poderiam passar com duas rodas por dentro da linha que divide a pista da entrada dos boxes).

Saúdem o tetracampeão! (foto:
Nacho Doce / Reuters)
Quem acabou completando o pódio foi Fernando Alonso, com cara de pouquíssimos amigos.

Ao final, mais um capítulo da série "FIA, cale a boca e pegue meu dinheiro". Vettel encheu a pista de zerinhos, assim como Felipe Massa também fez (ou tentou fazer).

Claro que isso é apenas uma brincadeira, pois a FIA não puniu o alemão nem nos Emirados Árabes nem nos Estados Unidos. A punição na Índia foi por ele não ter levado o carro ao Parque Fechado.

Então, agora, preparem-se: vai ter zerinho em toda vitória dele.

Vettel encerra a temporada com 397 pontos, contra 242 de Fernando Alonso e 199 de Mark Webber. Para se ter uma ideia da touca imposta pelo alemão, ele fez 37 pontos a mais do que a equipe Mercedes!!

Mas ele só ganhou por causa do carro, né? Tá bom...

Encerrando-se a temporada, todos já estão de olho em 2014. Novas regras e novos motores podem proporcionar alguma surpresa. Lembram da Brawn em 2009? Pois é, alguém pode aprontar.

Mas não se iludam. Sebastian Vettel é a estrela a ser vencida!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!