Páginas

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Obrigado, Maria!

Visita de Maria de Villota em Barcelona logo após o grave acidente: superação
sem perder a postura! Descanse em paz! (foto: Getty Images)
Estamos tristes. Todos que amam o esporte a motor não estão de outra forma ao saber da morte de Maria de Villota.

Não. Ela não era uma corredora talentosíssima. Mas tinha seu potencial. No WTCC e na F-Superliga obteve alguns bons resultados. Na Fórmula 1, foi pilota de testes da Caterham e da Marussia. Foi pela equipe russa que sofreu o gravíssimo acidente na base aérea de Duxton. A espanhola teve sérios ferimentos na cabeça e perdeu o olho direito.

Depois disso, ela deu uma lição de vida extraordinária a todos nós, ao encarar o acidente - que derrubaria mentalmente qualquer ser humano - com sorriso no rosto e com determinação. Lançaria sua biografia, "A vida é um presente", na segunda-feira, em Sevilha, onde foi encontrada morta nesta manhã.

De Villota era embaixadora da Comissão das Mulheres no Esporte a Motor da FIA, junto com Michèle Mouton, Monisha Kaltenborn e Susie Wolff.

A notícia da morte da pilota chocou todo o paddock da Fórmula 1, em Suzuka. Não era de se esperar menos. Maria de Villota se tornou um exemplo de superação para todos aqueles que gostam de velocidade.

Obrigado, Maria.

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!