Páginas

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Escalando o planalto

Projeto final do autódromo de Brasília: futuro palco de etapas
da Indy e da MotoGP! (foto: divulgação)
Nesta semana, uma notícia pegou desprevenidos muitos amantes da Fórmula Indy.

A Band, detentora dos direitos da categoria e patrocinadora/organizadora da SP Indy 300, anunciou que, devido a muitos problemas financeiros, não mais investirá na prova. A decisão vai além do iminente cancelamento da corrida: também passa pela venda dos direitos de transmissão para outra emissora.

A reação foi imediata, tanto aqui como nos Estados Unidos: a etapa brasileira tem grandes chances de acontecer no autódromo Nelson Piquet, em Brasília. Inaugurado em 1974, o autódromo situado ao lado do recém-reformado Estádio Mané Garrincha nunca recebeu uma reforma.

E a última "adaptação" que foi feita, este ano para a Stock Car, foi uma bela porcaria.

A reforma mudará um pouco o traçado. Na verdade, alguns trechos no miolo ficarão "na contramão" do atual traçado. O kartódromo será levado para outro lugar, provavelmente, e também faz parte do projeto de modernização do circuito. A boa notícia: a porcaria do "anel externo" deixa de existir!

A MotoGP anunciou que correrá aqui. Mas a prova brasileira está sujeita à reforma do circuito, cujo projeto já foi aprovado e deve se concluir em agosto de 2014. Sendo assim, ambas as categorias correriam nos meses de setembro ou outubro (a MotoGP fará dobradinha com a prova da Argentina).

Esperamos que a reforma saia de vez do papel, realmente. Para um autódromo destinado ao abandono, de uma só vez receber duas grandes categorias seria fantástico. E, esperam os automaníacos, o pontapé do processo de reforma dos outros autódromos espalhados pelo país.

E que isso culmine no ressurgimento do esporte a motor nacional!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!