Páginas

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Quina de respeito

O sorriso de Marc Marquez é auto-explicável! (foto: motogp.com)
Marc Marquez está impossível! Simples assim!

Mais uma vitória na temporada, a quinta em 2013. A quarta consecutiva. Desta vez, com uma dose de paciência que muitos não imaginavam ser característica da "formiga atômica".

Durante boa parte da corrida em Brno, Marquez se manteve atrás de Jorge Lorenzo e Daniel Pedrosa. Como num passe de mágica (ou de arrojo e habilidade) ele deixou ambos para trás. Para variar um pouquinho, ele assumiu a liderança em um ponto inimaginável!

Enfim, Mika Kallio (36) venceu na Moto2! (foto: motogp.com)
Além dele, um destaque positivo justamente para o atual campeão, que se mostra 100% recuperado da fratura na clavícula, porém não tem uma moto à altura da Honda. Mas seu talento é indiscutível: largando em quinto, pulou para a liderança logo na primeira curva e lá se manteve até ser ultrapassado por Marquez. Acabaria em terceiro, depois de perder a posição para Pedrosa, também.

A briga na parte de trás da corrida foi muito boa, com Alvaro Bautista se destacando de forma surpreendente e terminando em quarto, logo à frente de Valentino Rossi. O ponto negativo vai para Carl Crutchlow, que caiu sozinho quando já fazia uma péssima prova. Largando da pole, o inglês recém-contratado pela Ducati para 2014 fez a primeira curva em quarto. Se manteve nessa posição, sem incomodar ninguém, até escorregar. Voltaria à prova para manter a honra, somente.

Outro destaque negativo (mas nem tanto) vai para Scott Redding, na Moto2. O inglês, líder do campeonato com 167 pontos, foi apenas o oitavo, em uma prova cheia de alternâncias e que foi vencida por seu companheiro de equipe, Mika Kallio.

Inacreditavelmente, não tivemos espanhóis no pódio: Takaaki Nakagami foi o segundo, seguido de Thomas Luthi. Pol Espargaró foi apenas o quarto e manteve-se em segundo na tabela, com 146 pontos, 24 a mais que seu parceiro de Pons, Esteve Rabat.

A alegria de Maverick Viñales (25) na liderança durou
pouco! (foto: morogp.com)
E se na Moto2 a diferença entre líder e vice-líder caiu, na Moto3 aumentou, devido a mais um teste de paciência de Luis Salom. O piloto da Red Bull/KTM era apenas o quinto até a metade da prova, que tinha Maverick Viñales ponteando com certo sossego.

Eis que Salom jantou um por um: primeiro, Alex Marquez e Alex Rins, ambos da Estrela Galicia. Depois foi a vez de deixar o alemão da Aspar, Jonas Folger, para trás. E por fim, a ultrapassagem sobre Viñales garantiu mais um triunfo na temporada.

Com a vitória, Salom sobe para 208 pontos, contra 194 de Maverick. Eric Granado completou a prova em 22º e segue em 21º no campeonato, com sete pontos.

A próxima corrida acontece no dia 1º de setembro, em Silverstone. Marc Marquez segue líder, com 213 pontos, contra 187 de Pedrosa e 169 de Lorenzo. Eu disse, na semana passada, que o 93 precisava sair de Misano como líder para, praticamente, garantir o caneco.

Tudo está correndo para que, pela primeira vez, um estreante conquiste o título!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!