Páginas

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Decadência??

Lewis Hamilton no alto do pódio: enfim, o inglês matou as saudades e
venceu a primeira na Mercedes! (foto: Reuters)
Esse será um dos poucos textos onde não falarei da corrida, e sim, do vencedor. Lewis Hamilton queimou a língua de meio mundo e venceu o GP da Hungria.

Foi um desempenho soberbo do campeão de 2008, não dando nenhuma chance a Kimi Raikkonen nem a Sebastian Vettel, que completaram o pódio. Eu me arrisco a dizer que era a vitória que faltava para coroa-lo como um dos grandes pilotos da atualidade. "Rodrigo, mas nem o título de 2008 serviu para isso"? Para alguns, não.

Muitos só creditaram aquela conquista devido ao baita carro que a McLaren tinha. Muitos subestimaram o talento do inglês que estreou em 2007 sapateando na cabeça de Fernando Alonso. Foi preciso vê-lo em outra equipe, em um ambiente novo, para que as opiniões mudassem.

E mesmo assim foi difícil. Os comentários zicados eram os mais variados: "Não vai dar em nada", "só ganhou por causa da McLaren" e "começou o declínio" eram alguns dos hits preferidos pelos corneteiros.

Quero ver o que vão falar agora.

Era sabido e notório que o problema da Mercedes se chamava Michael Schumacher. O alemão nunca fez no time prateado o que se esperava, e parte disso era seu alto salário. Com Hamilton está sendo diferente por alguns pontuais e importantíssimos motivos: sua juventude, capacidade de leitura do carro e das pessoas que o cercam, que são as mesmas da época de McLaren.

Sim, material humano conta demais.

O ano de 2013 já está perdido. A Mercedes penou demais com o desgaste dos pneus. Para 2014, tudo tende a mudar. E a equipe pode despontar como uma das favoritas.

Duvidam? Depois de ontem, eu só acredito no sucesso da equipe!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!