Páginas

sábado, 1 de junho de 2013

Sorte de campeão

Victor defende o pênalti com o pé: a sorte que acompanha os campeões
aterrissou em Minas Gerais! (foto: Gil Leonardi / Lancenet)
A sequência está mantida. Desde 1992, o Brasil leva pelo menos um time para as semifinais. E a "culpa", mais uma vez, é de um goleiro.

Tal qual Rafael em 2011 contra o America-MEX e Cássio em 2012 contra o Vasco, desta vez foi Victor o grande responsável por colocar o Atlético-MG pela segunda vez nas semifinais da Copa Libertadores. A expectativa pela vaga na final é grande pois, se em 1978 o Galo teve que enfrentar Boca Juniors e River Plate (e das quatro partidas só venceu uma), desta vez o adversário é o Newell's Old Boys que, embora esteja fazendo grande campanha, não tem a mesma tradição que seus rivais argentinos.

O jogo contra o Tijuana foi dramático sem necessidade. O time brasileiro mandou no jogo e poderia ter aplicado uma sonora goleada, mas perdeu uma penca de gols e viu Reascos abrir o placar com um belo "sem-pulo", assistido por toda a zaga atleticana. Rever empatou em seguida, e o empate parecia ser a senha para um segundo tempo mais tranquilo.

Puro engano. O Atlético parou de jogar e o Tijuana foi para cima desesperadamente. Ronaldinho e Luan perderam grandes chances de matar o jogo. Aí, aos 46 minutos do segundo tempo, depois que os Xolos já haviam assustado com uma cobrança de falta na trave e um gol perdido cara a cara com o goleiro Victor, Leonardo Silva derrubou o zagueiro Aguilar (sim, o Tijuana foi para o tudo ou nada). Pênalti.

Poderia ser o gol da eliminação, mas Reascos cobrou no meio do gol. Victor pulou, mas a bola, generosamente, bateu em seu pé esquerdo, se perdeu em lateral. E o Atlético-MG fez história mais uma vez.

A sorte de campeão apareceu para o alvinegro mineiro!



Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!