Páginas

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Quem segura?

Felicidade estampada no rosto: logo na segunda prova, Marc Marquez sobe
no lugar mais alto do pódio! (foto: LM Otero / AP)
A expectativa durou pouco. Não teve nem graça. Líder desde a segunda volta, Marc Marquez escreve seu nome na história da MotoGP.

Ao vencer o GP do Texas, em Austin, o espanhol se tornou o mais jovem da história a vencer uma corrida na categoria principal do mundial de motociclismo - no sábado, já havia se tornado o mais novo a marcar a pole position - deixando Freddie Spencer e sua marca de 1982 para trás.

A corrida foi por inteiro dominada pela Honda. As motos Yamaha pouco puderam fazer e, sendo assim, foi um feito para Jorge Lorenzo completar em terceiro, à frente de Carl Crutchlow - outra grata surpresa - e Stefan Bradl.

O próprio Marquez se disse surpreso em vencer tão rapidamente na divisão principal da MotoGP. Não deveria. O talento dele é notável e ele irá, sim, brigar pelo título. Azar de Daniel Pedrosa, que terá que cuidar do seu futuro.

Na Moto2, outra ótima notícia. Após uma sofrível temporada de estreia pela divisão, Nicolas Terol, enfim, justificou o título das 125cc em 2011, venceu o duelo contra Steve Rabat e faturou sua primeira prova na segundona. Mika Kallio completou o pódio.

Pela Moto3, pódio espanhol. Alex Rins se fez absoluto no fim de semana e faturou a prova, mesmo sofrendo pressão do seu compatriota Maverick Viñales. Luis Salom foi o terceiro, enquanto Eric Granado terminou na 23ª posição.

A próxima prova acontece no dia 5 de maio, em Barcelona. A briga Honda x Yamaha segue firme. E para quem pensava que Marc Marquez apenas aprenderia neste ano de estreia...

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!