Páginas

sexta-feira, 12 de abril de 2013

A ostentação da fibra

Cena emblemática: enquanto o "botinador" Guiñazu lamenta, Wendel, ao
fundo, agradece a vitória! (foto: Marcos Ribolli / globoesporte.com)
O Palmeiras está classificado!

A partida desta quinta-feira era de vida ou morte. A equipe verde estava entre o céu e o inferno: a vitória valia a classificação antecipada; a derrota poderia ser a eliminação precoce do torneio continental.

A torcida (a verdadeira, não os marginais que saem quebrando tudo) lotou o Pacaembu: recorde de público na competição e apoio durante os 90 minutos foram essenciais para o Palmeiras sair com a vitória.

Foi um jogo bastante parelho. O Libertad, bem organizado, partiu para o ataque no início, mas aos poucos, o alviverde controlou a partida. O gol saiu no início do segundo tempo, pouco antes de Wesley ser expulso após receber o segundo cartão amarelo: um chute despretensioso do mesmo foi fraco, só que a zaga paraguaia se embananou toda, a bola sobrou para Charles e, em posição legal, o atacante escorou para a rede.

A vantagem no placar e a desvantagem numérica em campo tornaram tudo ainda mais dramático. Só que o Palmeiras se superou. O Libertad mandou no restante da partida, porém, à luz da razão, só teve uma chance de gol, numa cabeçada de Romero, que Fernando Prass defendeu milagrosamente cm o pé esquerdo. Além de um susto, quando Maurício Ramos afastou um cruzamento para escanteio, chutando por cima do gol e deixando o torcedor apreensivo.

Era o famoso "bola pro mato que o jogo é de campeonato". Foi no bicão, no chutão, no carrinho. Mas a vaga veio.

O Palmeiras está classificado!

Nas redes sociais, um twitter bem-humorado dizia que o trio de ferro da Capital havia trocado suas "características principais" e que o alviverde "herdou" a raça e a garra do Corinthians.

O fato é que a classificação mais improvável dos seis brasileiros que disputam a competição foi confirmada com uma rodada de antecedência. A briga, agora, é para ser o primeiro do grupo. Para não depender de ninguém, o campeão da Libertadores de 1999 precisa vencer o eliminado Sporting Cristal, em Lima.

Difícil. Mas a classificação para as oitavas de final, cinco meses após o rebaixamento à Série B do Brasileirão, também era considerada uma piada.

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Um comentário:

  1. Sempre disse que o time passaria da primeira fase e achava que teria até mais facilidade, apesar dos problemas e da fase ruim. Ontem o time se superou e a torcida deu show. Acredito até que o dá pra vencer o Cristal lá e ficarmos com o primeiro lugar. Mas é bom manter os pés no chão, porque o campeonato vai começar agora, nas oitavas.

    ResponderExcluir

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!