Páginas

domingo, 9 de setembro de 2012

Do jeito que ele gosta

Lewis Hamilton venceu. Mas foi Fernando Alonso quem
mais festejou! (foto: formula1.com)
Diante das circunstâncias e consequências, podemos afirmar que Fernando Alonso venceu o GP da Itália. Calma, não estou doido. Explico.

Claro que o vencedor real foi Lewis Hamilton, que sobrou na corrida sem ser ameaçado em nenhum momento. Tudo bem, para ser mais rigoroso, na primeira curva, Felipe Massa chegou a ficar momentaneamente à frente. E só.

A partir dali os olhos se voltavam para a disputa de segundo lugar, que era do brasileiro, mas já ameaçado por Jenson Button e Sebastian Vettel. Button ultrapassaria Felipe sem maiores dificuldades e rumaria para o segundo lugar facilmente, caso o motor não o traísse.

Outro que foi traído por falha no equipamento foi o alemão da Red Bull. Depois de ter sofrido um drive through absurdamente ridículo por parte dos comissários (que a cada prova se superam em aplicar punições desmerecidas), Vettel se recuperava bem e já era o quinto, quando seu motor Renault o deixou na mão.

Sem dois concorrentes na disputa pelo caneco, Alonso se deu ao luxo de administrar seu lugar no pódio, mesmo tendo sido ultrapassado por Sergio Perez, que galgou dez posições rumo a um belíssimo segundo lugar. Felipe Massa terminou em uma ótima quarta posição.

Completaram a lista dos dez primeiros: Kimi Raikkonen, Michael Schumacher, Nico Rosberg, Paul Di Resta, Kamui Kobayashi e Bruno Senna. O brasileiro da Williams foi muito prejudicado pela pífia estratégia da equipe, mas se beneficiou do abandono de Mark Webber para conseguir mais um ponto na temporada.

A Fórmula 1 se despede da Europa nesta temporada 2012 e parte para terras asiáticas. No dia 23, os carros voltam a acelerar nas ruas de Cingapura. A princípio, seria uma corrida para a Red Bull, que se mostrou um carro bem equilibrado após a proibição do desenvolvimento de seu motor Renault.

Mas com tanto equilíbrio, arriscar um prognóstico é impossível.

Até lá, Fernando Alonso estará na liderança e sairá de lá com a ponta da tabela. O espanhol tem 179 pontos, contra 142 de Lewis Hamilton, 141 de Kimi Raikkonen, 140 de Sebastian Vettel e 132 de Mark Webber.

Sim, creio eu que, com o abandono de hoje, Jenson Button e seus 101 pontos deram adeus à disputa do campeonato.

Nunca a sorte esteve tão ao lado de Fernando Alonso, em um fim de semana que parecia fadado a um fracasso...

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!