Páginas

quinta-feira, 5 de julho de 2012

"Libertabilidade", enfim!

Alessandro ergue a taça: depois de 35 anos da primeira participação,
enfim, a glória máxima! (foto: fifa.com)
"Hoje será o dia". Primeira vez em uma final. Poderia pesar. Afinal, a equipe alvinegra chegaria à decisão contra o Boca Juniors. O tão temido Boca Juniors. "Empate fora de casa, ótimo resultado"! Quase, porque foi assim em 2000 e em 2008. E nada levava a crer que a partida de volta seria fácil.

"É hoje"! E a confiança corinthiana se renova e aumenta ao fim do primeiro tempo da partida derradeira. Quarenta e cinco minutos que serviram para mostrar ao time argentino que a dificuldade em derrotar os brasileiros, desta vez, seria gigantesca. Esperando o Corinthians sair do seu campo de defesa de forma ensandecida, os auricelestes se espantaram com a paciência demonstrada pelos comandados de Tite. Sem poder catimbar, brigar e sair nos contra-ataques, o Boca Juniors se desesperou.

"Falta pouco"! Nervosismo que ficou evidente após Emerson marcar o primeiro gol. E por mais que se culpe o goleiro Sosa, nem mesmo o Casillas defenderia aquela pancada.

"Eternos virgens"! Os argentinos partiram para o ataque mas, sem Riquelme em um grande dia, as tentativas de empate iam se transformando em tiros de meta para Cássio. Ou, na melhor das hipóteses, em defesas seguras do paredão corinthiano.

"A América é nossa"! Frase repetida várias vezes durante o intervalo de gols do Corinthians. O segundo dele saiu da pior forma possível para os rivais hermanos: em um passe errado de Schiavi. Emerson arrancou, deixou o zagueiro na saudade e tocou no canto, sem chances para Sosa. Exatamente como Diego Souza não fez nas quartas-de-final.

Explode em festa o Pacaembu.

Agora seria questão de esperar o tempo passar. E contraditoriamente, uma campanha bastante sofrida resultou em uma final tranquila até demais. Ao apito final, a festa, o alívio e o fim da tortura: a Copa Libertadores ganharia uma plaquinha inédita na sua taça: Sport Club Corinthians Paulista!

Uma campanha invicta (a sexta da história). A melhor defesa de todos os tempos. O passaporte para a tentativa do bicampeonato mundial. Não se pode dizer que seja a melhor conquista de todas. Cada uma delas (Paulistão/1977, Brasileirão/1990 e Mundial/2000) teve a sua importância em determinada época. Mas com certeza, essa era a conquista que faltava; a mais aguardada, desejada e que teimava em não vir.

"É campeão" era o grito entalado na garganta e que agora, enfim, pôde ser solto. O Corinthians se torna a quinta equipe brasileira que chega a conquista de uma edição de Libertadores devido ao título do Campeonato Brasileiro. Somente Santos (1962), Flamengo (1981), Grêmio (1983) e São Paulo (1992) conseguiram tal feito. Além disso, o alvinegro paulista se torna mais uma equipe a fechar o ciclo completo de conquistas (estadual, regional, campeonato nacional, copa nacional, continental e mundial), ao lado somente de Santos, Flamengo e Grêmio.

As brincadeiras sadias dos rivais começaram logo depois (principalmente de santistas e são-paulinos, que se vangloriam das suas três conquistas). Mas isso é apenas a provocação saudável que move o futebol mundial.

Porque a conquista de ontem, mais do que esperada, foi muito bem-vinda ao futebol brasileiro.

Parabéns, Corinthians. A América é preta e branca, maloqueira e sofredora. Graças a Deus!!!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

4 comentários:

  1. Alem dos "Antis" nao terem mais alegria de viver, pois os times deles estao uma porcaria, ainda perderam o que mais nos incomodava, a gozacao da libertadores. Nao e isso nao é tudo, ainda por cima vao ter que aguentar a gente falando para o resto da vida de deles, que fomos campeoes invictos, o unico nos ultimos 34 anos. hahaha....

    ResponderExcluir
  2. Clube focado, título na mão.
    Eu acredito que Clubes de futebol tem Fases. São Paulo, Palmeiras, Santos e até o São Caetano teve seu momento de admiração no futebol brasileiro.
    Hoje o Corinthians é o melhor clube do país e isso não é o fim do mundo. Uma estrutura e planejamento fizeram do Corinthians campeão legitimo de um campeonato tão aguardado entalado na garganta. Os outros clubes sim, é que tem a obrigação de não deixar o país viver do "futebol de um clube só" correr atrás, fazer planejamentos, se necessário for, trazer gente de fora, que conheça futebol. Todos sabem que no Brasil a safra de técnicos é beeeeeeeem limitada, e dentro dessas limitações, Tite se redescobriu, se reinventou e o resultado esta ai.

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus obrigada!!! Que delícia gritar É CAMPEÃO, É CAMPEÃO, É CAMPEÃO PORRAAAAAAAAAAAA!!!
    Esse grito estava entalado na garganta e ontem eu soltei, gritei, chorei, me emocionei e ainda não caiu a ficha...rs. Mas conquistamos a América para tristeza dos antis ^^
    VAI LÁ GAVIÃO... VOA ALTO, VOA LONGE PQ A GENTE MERECE!!!

    CORINTHIANS EU TE AMOOOOOOOOO PORRAAAAAAA!!!
    MINHA VIDA, MEU AMOOOOOOOOOOOOORRRRRRR!!!

    ps.: E um dia eu achei q "torcia" para os sardinhas... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ainda bem que não. Meu coração sempre foi Corinthians, estava apenas enganada... Idiota, burra demais em não ter prestado atenção nesse time MARAVILHOSO QUE É CORINTHIANS!!! TORCIDA MARAVILHOSA Q FAZ ATÉ MINHA ALMA ARREPIAR! GRITO, CHORO E CANTO FORTE: CORINTHIANA, EU SEREI ATÉ A MORTE!!!!

    VAI CORINTHIAAAAAAAAAANNNNNNNSSSSS!!! \O/

    ResponderExcluir
  4. Um Dia especial, o sonho realizado, um dia histórico, muita emoção, muita alegria, poder ver meu CORINTHIANS, CONQUISTAR ESSE TITULO DESSA MANEIRA...

    LIBERTADOS !!!!!!!!!

    CORINTHIANS MINHA VIDA!!

    ResponderExcluir

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!