Páginas

terça-feira, 12 de junho de 2012

Sonífero perfeito

A vitória de Justin Wilson foi o que teve de diferente em uma
prova modorrenta (foto: AP)
Pode até ser prova tradicional. Mas foi um porre para assistir.

O GP do Texas, válido pela sétima etapa da Fórmula Indy, não teve muita emoção. Sim, caros leitores, o que aconteceu nas duas últimas voltas não aconteceria em circunstâncias normais.

Devido à alta inclinação da pista e às mudanças no carro impostas pela direção da prova (para espalhar os competidores pela pista, evitando que eles andassem juntos demais – e pudesse ter, como consequência disso, um acidente nas mesmas proporções daquele que vitimou Dan Wheldon, em Las Vegas) os pilotos não conseguiam manter uma direção bem controlada.

Aliado ao alto desgaste dos pneus, o que se viu foi um festival de escapadas traseiras e batidas. Uma delas, de Scoot Dixon, que era o líder e passeava pelo oval texano. Dario Franchitti, seu companheiro na Ganassi, mal pôde acelerar de verdade, e terminou apenas na 14ª posição.

Os brasileiros foram, digamos, mais ou menos. Rubens Barrichello nem chegou a largar, com problemas na injeção de combustível. Helio Castroneves e Tony Kanaan tentaram, mas não conseguiram algo além do 7º e 11º lugares, respectivamente.

“Mas afinal, Rodrigo, alguém saiu no lucro nessa corrida?”. Sim. Justin Wilson, o vencedor, que conquistou sua primeira vitória em ovais na categoria. Will Power, que foi o quarto e dispara na liderança do certame. E Graham Rahal. Sim. Mesmo batendo, o piloto da Ganassi B foi regular e constante durante toda a prova.

Seu erro no final foi apenas mais um, em uma pista horrível de se guiar. Aliás, os rumores cada vez mais fortes de que a Indycar vai diminuir drasticamente as corridas em ovais são cada vez mais fortes. O Texas pode estar dando adeus à categoria. Mas eu ainda sou a favor da volta de seis circuitos: Denver, Portland, Cleveland, Vancouver, Laguna Seca e Surfers Paradise.

Claro que nunca saberemos o motivo destes circuitos estarem fora da categoria, mas... como eram bons os tempos de Cart...

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!