Páginas

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Consequência da idiotice

Acabou de pipocar a notícia: a Cimed (empresa de medicamentos genéricos) não deve renovar seu patrocínio (a Sky já anunciou que não renovará) e, com isso, a equipe de vôlei masculino de Florianópolis, tetracampeã da Superliga, pode encerrar suas atividades.

É uma pena, se tratando de uma equipe vencedora. Mas é compreensível quando analisamos que essas empresas, que gastam dinheiro no basquete, vôlei e futsal, aqui no Brasil, não têm retorno publicitário nenhum. E por que isso?

Porque as emissoras que transmitem eventos esportivos, de um modo geral, não expõem e nem pronunciam o nome das empresas que, muitas vezes, dão nome às equipes.

É o mesmo caso do Bradesco, com o time feminino de vôlei do Osasco. O banco pulou fora porque não havia retorno da sua marca. E isso acontece porque a RGT (assim como RBT e a RRT, para citar apenas algumas recentes) definiram que não se pode pronunciar nem mostrar patrocínio de nada - a não ser que estas paguem para ter suas marcas ditas. Mas... o Bradesco agiu errado? Afinal, elas gastam dinheiro para isso mesmo: FAZER PROPAGANDA!!

Analise: quanto essas empresas não gastam para manter um time, para que haja campeonato QUE AS MESMAS TRANSMITEM E OBTÉM SEUS BONS LUCROS??? Por que essa putaria de não poder pronunciar o nome da empresa, se ela faz com que a equipe exista - e assim, muitas delas fazem com que o campeonato aconteça e, consequentemente, gere receita e audiência para as emissoras???

Claro que não vai dar em nada; outra empresa marionete irá arcar com os custos do Florianópolis. Mas elas - as empresas - deveriam, TODAS, parar de bancar os times.

Essa idiotice das emissoras acabaria num piscar de olhos.

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

3 comentários:

  1. Triste demais. Já morei em Floripa e sei o quanto a cidade respira vôlei.

    Concordo com vc quando diz que as emissoras não divulgam os patrocinios, vejo um tal de focar bem na cara do atleta so pra não aparecer o patrocinio. É inaceitavel isso para um país que terá olimpiada daqui a poucos anos.

    ResponderExcluir
  2. Ridicula a atitude das emissoras. O volei de Florianopolis nao pode acabar!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Nao acho que é culpa das emissoras. Elas estao certas. Divulgar pra q??

    ResponderExcluir

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!