Páginas

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Noite do toureiro

Pois é, Fernando Alonso venceu mais uma. Isso porque todo mundo duvidava que ele pudesse levar a Ferrari à disputa do caneco.

A corrida foi tranquila. A única chance que a Red Bull teve de colocar Sebastien Vettel na liderança da corrida era fazer o alemão entrar mais tarde no pit stop. Cometeu a burrada de parar na mesma volta do espanhol, sendo que, àquela altura, Vettel era cerca de 0,8 segundos mais rápidos, ou seja, duas voltas seriam suficientes para fazer o novato voltar à frente do bicampeão.

Mas não o fizeram. Mais uma chance que a equipe rubrotaurina deixa escapar.

E o título, que estava difícil, fica mais ainda. Principalmente se pensarmos que Mark Webber, mesmo com uma corrida burocrática (mesmo com a ousadia da mudança de estratégia) terminou em terceiro. Sua vantagem para o vice-líder (que agora pertence a Alonso) subiu para 11 pontos.

Vice-líder, esse, que era Lewis Hamilton. Mas o inglês pôs tudo a perder ao, logo após ultrapassar Mark Webber, tomar a trajetória onde estava o australiano. Webber não tinha o que fazer. Só faltou frear com os pés, como o Fred Flinstone. Um erro do piloto da McLaren. E se a coisa estava ruim, vista a queda de rendimento dos rubrocromados, pode piorar.

Salvo se a McLaren mantiver sua tradição em Suzuka.

No mais, a disputa continua entre os cinco postulantes (até Jenson Button tem chances, ainda). Mas é bom abrir o olho, porque o toureiro asturiano vem na ascendente, visando unicamente o tri-campeonato.

E pensar que todo mundo achava que ele estava otimista demais, quando afirmou ter 50% de chances de vencer...

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Adicionar ao Tumblr Adicionar ao Linkedin Adicionar ao Blogger Adicionar ao Wordpress Enviar por e-mail Imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS: Comentários anônimos serão excluídos. Para inserir o seu nome, basta clicar em "Nome/URL". Não é necessário preencher o campo URL caso não tenha!

No lugar do nome, podem colocar o Twitter, o e-mail ou o site pessoal. Mas não pode ficar anônimo!